Dicas para Hotéis

experiencia-do-hospede

Como começar a investir na experiência do hóspede hoje mesmo: 5 dicas imperdíveis

Quer apostar em soluções e estratégias inteligentes em seu hotel para melhorar cada vez mais a experiência do hóspede e tornar o seu estabelecimento uma referência de qualidade e conforto?   

Pois bem! Há muitas alternativas para tornar isso possível na prática e, diferentemente do que muitos gerentes e proprietários imaginam, não é preciso necessariamente ser um 5 estrelas para proporcionar uma vivência inesquecível e marcante aos seus clientes.  

E aí? Ficou interessado em conhecer as dicas? Então, continue a leitura até o final, pois separamos algumas sugestões imperdíveis sobre como oferecer a melhor experiência para seu hóspede de forma moderna, inteligente e prática.  

Vamos lá!  

Afinal, o que é e por que é importante investir na experiência do hóspede?  

Já foi o tempo em que os viajantes baseavam suas escolhas de hospedagem apenas no preço das diárias. Hoje, comprovadamente, a experiência do hóspede é o fator de maior importância nessa decisão e, acredite, eles estão dispostos a pagar muito mais, caso o hotel realmente tenha diferenciais a mais a oferecer.  

Prova disso, é que uma pesquisa internacional recente revelou algumas tendências futuras para o setor de hospitalidade, e um dos apontamentos foi justamente sobre a expectativa que os turistas têm em relação às experiências possíveis em uma estadia.  

Para se ter uma ideia, 73% dos viajantes dizem que o melhor de uma viagem é poder vivenciar uma experiência única. Além disso, a grande maioria dos entrevistados alegou não se importar com o tipo de quarto, mas sim com a possibilidade de personalização, conforto e praticidade da habitação para atender suas necessidades.  

Outro ponto interessante abordado no estudo se refere ao avanço tecnológico atrelado à experiência do hóspede. Segundo a pesquisa, 53% dos hóspedes preferem otimizar seus atendimentos por meio eletrônicos e digitais, por exemplo.  

5 dicas imbatíveis para proporcionar mais experiência do hóspede  

Tendo em vista a real importância de proporcionar melhores experiências aos hóspedes e o que isso representa como oportunidade para o seu negócio hoje, podemos agora enumerar algumas sugestões práticas para implementar no dia a dia.  

Mas antes disso, vale muito a pena reforçar que uma “experiência única” não tem nada a ver com a categoria ou classificação de seu hotel. Ou seja, você não precisa, necessariamente, oferecer novos serviços ou investir fortunas para oferecer uma vivência inesquecível a seus clientes.  

Pelo contrário! Com investimentos inteligentes e modernos, e estratégias certeiras, o seu negócio poderá agregar muito mais conforto, qualidade e diferenciais exclusivos para oferecer a melhor experiência do hóspede.  

Confira as dicas a seguir e se inspire!  

1. Autoatendimento  

A ideia do autoatendimento não é de substituir sua recepção e, muito menos, eliminar o atendimento humanizado em seu hotel.  

Na verdade, isso funciona como uma alternativa para aqueles que preferem otimizar e agilizar os processos de check-in, check-out, entre outros, sem precisar depender de um funcionário presente.  

E isso pode ser implementado de diferentes formas hoje, graças ao advento de tecnologias inteligentes, seja por meio de totens instalados nos espaços do hotel, seja através de aplicativos ou de uma simples conta automatizada no WhatsApp.  

2. Personalização da habitação  

Como bem destacado mais acima, um dos fatores de maior importância relacionado à experiência do hóspede se refere a possibilidade de personalização do quarto, muito mais do que preço ou padrão da habitação, por exemplo.  

E para tornar isso mais simples e prático, no momento da reserva já é possível levantar informações essenciais sobre os clientes para, assim, providenciar pequenos detalhes que atenderão às suas necessidades.  

Por exemplo, saber qual o motivo da viagem (trabalho, férias com a família, lua de mel, eventos específicos etc.), quais preferências do cliente, que tipo de roteiro busca, entre outras, são exemplos de informações fáceis de serem coletadas e que podem ajudar a personalizar melhor a habitação no momento da chegada.  

3. Café da manhã  

Indiscutivelmente, o café da manhã é fator crucial para a experiência do hóspede em qualquer hotel.  

E por isso, além de uma boa variedade de alimentos e a qualidade dos mesmos, é possível trabalhar outros aspectos que possam agregar valor a essa importante refeição na hotelaria.  

Por exemplo, o ambiente em que é servido, o tipo de serviço que é oferecido, a decoração local, a estética geral, os diferenciais exclusivos (ex: alimentos 100% orgânicos, opções veganas, produtores locais etc.), os modelos ofertados (ex: buffet, brunch etc.), entre outros.  

Tudo isso pode agregar mais valor e experiência ao hóspede, sem necessariamente, precisar de investimentos extraordinários ou mesmo de ampliar as opções já oferecidas.  

4. Conforto e inteligência  

Hoje, conforto e tecnologia são fatores atrelados na hotelaria e há uma infinidade de soluções possíveis no mercado, desde a simples escolha do melhor colchão e travesseiro, até a implementação de sistemas inteligentes de aquecimento de água.

Neste último exemplo, para se ter uma ideia, já existem bombas de calor modernas, que permitem controlar perfeitamente a temperatura de piscinas, torneiras e chuveiros com muito mais eficiência e redução de custos para o hotel, além de serem mais sustentáveis e vantajosas para o meio ambiente.  

Portanto, pequenos detalhes e investimentos inteligentes que possam agregar mais conforto e modernidade ao seu estabelecimento, também tendem a proporcionar uma melhor experiência do hóspede.  

5. Áreas de lazer  

Por fim, um outro fator que conta muito para a experiência do hóspede se refere aos espaços de uso comum, tais como uma boa piscina, salão de jogos, bar, lounge, jardim, playground, entre outros.  

Além disso, mais do que disponibilizar estes espaços, é possível gerar mais valor a eles de diferentes formas. Por exemplo, promover atividades para crianças, ampliar o horário da piscina por meio de aquecimento e iluminação adequada, realizar eventos, oferecer serviços nesses locais etc.  

Em resumo, essas são algumas dicas e estratégias sobre como proporcionar uma melhor experiência ao hóspede e qual o verdadeiro peso desse fator para a referência de qualidade de seu hotel, inclusive, contribuindo para fidelizar e conquistar novos clientes.  

Gostou do post? Quer mais dicas para agregar ao seu estabelecimento? Então, aproveite para ler nosso próximo post “Tecnologia para hotéis: o que oferecer de melhor para o seus hóspedes“. Boa leitura!

selo verde ARISP

Selo verde para hotéis: porque investir nessa certificação?

Você sabia que o setor turístico é um dos responsáveis pela emissão de gases de efeito estufa? Estimativas do Cambridge Institute for Sustainability Leadership mostram que as emissões associadas ao ramo hoteleiro beiram os 5% do total. Diante disso, o hotel que quer se distanciar dessas emissões, precisa obrigatoriamente buscar o selo verde.

Hoje em dia, é cada dia mais comum que viajantes busquem fazer reservas onde o respeito com o meio ambiente é comprovado e, nada melhor do que buscar o selo verde para isso.

Quando conquistado pelo hotel, este tipo de certificação ambiental atesta a preocupação deste empreendimento para com as condições ambientais, incluindo ações positivas de descarte de resíduos, reciclagem, economia de recursos, dentre outros.

Quer saber mais sobre a importância do selo verde na gestão do seu hotel? Acompanhe nosso conteúdo de hoje e entenda porquê a busca por essa certificação é a melhor opção para que seu negócio seja mais sustentável em todos os aspectos.

Selo verde: sustentabilidade e diferencial competitivo

Nas duas últimas décadas a busca por empreendimentos ecologicamente corretos é uma realidade, tanto que várias empresas do segmento têm em sua cultura a sustentabilidade.

Para se ter uma ideia, aproximadamente 25% dos turistas americanos já optam por hotéis “eco-friendly”. Consequentemente, possuir certificações ambientais é, por vezes, fator determinante na escolha do hotel.

Assim, para empreendimentos hoteleiros, abraçar a sustentabilidade como missão é, acima de tudo, assumir um compromisso com as gerações futuras e aplicar a consciência ambiental e econômica.

Neste contexto, a Associação dos Registradores Imobiliários de São Paulo (ARISP) desenvolveu um selo verde focado em ações sustentáveis, destinadas a preservação ambiental, além do comprometimento com a sustentabilidade corporativa.

Além de impactar uma fatia específica do mercado hoteleiro, a conquista do Selo Verde ARISP promove também algumas outras vantagens significativas, tais como:

  • Valorização da imagem do hotel, comprovando suas ações sustentáveis e amiga do meio ambiente;
  • Economia no sistema de aquecimento de água para banho, como veremos de forma mais detalhada ainda neste conteúdo;
  • Redução da emissão de gases de efeito estufa;
  • Fortalece a presença da marca no mercado tradicional e eco-friendly, onde as ações sustentáveis são importantes fatores de decisão.

Além do mais, se seu hotel está alinhado a essas novas exigências do mercado consumidor, ele pode naturalmente ganhar vantagem competitividade neste concorrido mercado.

Selo verde ARISP: duas certificações distintas

Para o estado de São Paulo, a certificação ambiental fornecida pela ARISP é a melhor forma para comprovar que o referido estabelecimento (como um hotel) adota ações destinadas a preservação ambiental e sustentabilidade corporativa.

Importante ressaltar que o Selo Verde ARISP não é concedido diretamente às empresas, mas sim aos cartórios de registros de imóveis associados que comprovem promoções ligadas à sustentabilidade.

O órgão disponibiliza duas certificações distintas:

Selo Responsabilidade Socioambiental

Este é um selo oferecido a todos os associados que neutralizam a emissão de CO2 via Floresta dos Registradores – área de mata nativa com 43 mil m², localizada no empreendimento Green Farm CO2 Free, em Itaquiraí/MS e que conecta um dos três biomas mais importantes do Brasil: Mata Atlântica, Cerrado e Pantanal.

Para a ARISP, a gestão ambiental dentro dos cartórios e a associação ao empreendimento Green Farm CO2 destacam o comprometimento com a sustentabilidade.

Selo CO2 Free

Este segundo selo verde atesta a responsabilidade do associado junto à sociedade e o meio ambiente, mostrando que ele realiza ações sustentáveis e do cumprimento das obrigações legais e econômicas.

Por que seu hotel deve conquistar o selo verde?

Como observamos até aqui, o selo verde nasceu da necessidade do mercado hoteleiro em seguir preceitos legais que englobam práticas sustentáveis, fazendo-se imprescindível a adequação e certificação.

Assim, a certificação SELO VERDE qualifica o estabelecimento hoteleiro, mostrando suas ações sustentáveis a partir do cumprimento de diretrizes de operação ambientalmente corretas.

Quando conquistado, o selo verde dá visibilidade e autoridade perante o maior consumidor de hotéis: os hóspedes.

Além do mais, um hotel que conquista sua certificação ambiental terá sua imagem elevada perante à comunidade, gerando, por consequência possibilidades de lucro.

Também é uma ótima estratégia para atrair mais clientes, uma vez que atende uma parcela crescente de pessoas que tem a sustentabilidade como fator de decisão.

Ou seja, a mudança de mindset na gestão e operação do hotel traz resultados consistentes na economia de recursos financeiros, além de priorizar os cuidados com o meio ambiente e o futuro das próximas gerações.

Ações sustentáveis que você pode adotar no seu hotel

Em um cenário cada vez mais “verde”, a questão da sustentabilidade ganha grande destaque em hotéis.

Consequentemente, empreendimentos hoteleiros estão cada vez mais preocupados com o meio ambiente e o uso de práticas ambientais e socioeconômicas mais limpas.

Abaixo listamos algumas das ações sustentáveis mais recomendadas para que seu hotel conquiste o selo verde:

  • Promova a iluminação natural nas áreas sociais, elevando a economia de energia;
  • Disponibilize um guia da região com estabelecimentos de pequenos produtores;
  • Substitua o uso dos tradicionais galões de água por filtros ou purificadores;
  • Adote paredes vivas, que são uma ótima forma de deixar o ambiente mais fresco e moderno;
  • Instale sensores de presença para economia de energia e utilize lâmpadas de LED;
  • Opte por descargas de duplo acionamento;
  • Reutilize a água da chuva para descargas, regas de jardins e lavagens diversas;
  • Instale ar condicionado menos poluente e de baixo consumo;
  • Consuma produtos de limpeza biodegradáveis;
  • Faça a gestão seletiva de lixo em todo o hotel, inclusive no quarto dos hóspedes;
  • Cultive uma horta orgânica no próprio hotel;
  • Realize trabalhos educativos com os hóspedes, focando na sustentabilidade;
  • Instale sistemas sustentáveis para a geração de energia e aquecimento de água;

Neste último caso, a instalação dos modernos sistemas de aquecimento de água para banho é um grande ponto de partida, tendo nas bombas de calor da Fasterm um grande aliado do hotel.

Com essas bombas, você garante que irá fornecer água na temperatura ideal e constante em todas as dependências do hotel, sejam elas quentes ou frias. Essa mudança faz com que seu hotel tenha até 75% de economia quando comparado a outros sistemas de aquecimento.

Consequentemente o ganho em sustentabilidade será expressivo, oferecendo uma tecnologia digna de selo verde para seu hotel, por não emitir qualquer tipo de material ruim para natureza.

Quer saber como tornar seu hotel mais sustentável? Então conheça as bombas de calor Fasterm e dê a partida para conquistar o selo verde.

Bomba de calor para aquecimento de água de banho

Bomba de calor para aquecimento de água de banho

Buscar economia no aquecimento da água de banho em hotéis, motéis, hospitais e condomínios é uma necessidade recorrente. Mas, fazer isso de uma forma que traga benefícios para gestores e usuários só será possível com o uso de uma bomba de calor.

Assim, se o seu negócio precisa economizar dinheiro no aquecimento de água, mas também quer priorizar a sustentabilidade neste processo, a bomba de calor certamente é a sua melhor opção.

Este tipo de tecnologia representa uma ótima solução para quem deseja realizar um fornecimento constante de água quente nas quantidades necessárias, de forma regular, confiável e econômica, para variados segmentos.

No entanto, não são todos os gestores que conhecem a tecnologia de uma bomba de calor, muitos não sabem como elas funcionam, nem quais são seus benefícios. Se este é o seu caso, o artigo de hoje é para você.

Com ele, você entenderá tudo sobre o funcionamento de uma bomba de calor, desde suas vantagens centrais até o porquê desse sistema ser a solução ideal para vários segmentos. Confira!

O que é uma bomba de calor?

Uma Bomba de Calor nada mais é do que um dispositivo que transfere energia térmica em forma de calor de um meio para outro. De forma mais específica, o sistema extrai do ar o calor necessário para aquecer um reservatório de água de banho ou boiler.

Este processo pode ser realizado por muitos outros dispositivos, mas estes costumam gerar muita energia e exigir um trabalho excessivo e oneroso.

Assim, cabe à bomba de calor funcionar como uma alternativa bastante viável, ao ponto de facilitar o processo e reduzir custos de forma drástica.

Padrão de funcionamento de uma bomba de calor

Como falamos anteriormente, a bomba de calor é um equipamento que tem a função de transferir energia térmica em forma de calor de um meio para outro.

Essa transferência é feita por meio de um fluído refrigerante que é totalmente ecológico. Essa substância é bombeada por um condensador diretamente para uma serpentina onde, em seguida, é evaporada em baixa pressão, absorvendo o calor do ambiente.

Logo depois, o fluido refrigerante é comprimido para um condensador, onde realiza a troca de calor com a água.

Em seguida, há uma segunda troca de calor que ocorre em um evaporador. Nele, o ar ambiente entra em contato com o fluido refrigerante.

Importante ressaltar que um ventilador também compõe o sistema. Cabe a ele auxiliar no processo de “puxar o ar” que entrou em contato com o fluido refrigerante e o envia ao ambiente externo. A partir daí, o ciclo é novamente iniciado.

Com base neste processo de funcionamento, a bomba de calor tem a capacidade de realizar o aquecimento da água em até 60°C, fazendo com que ela seja ideal para seu negócio.

Vantagens do uso de uma boa bomba de calor

Disponibilizar água quente à hóspedes, condôminos e pacientes 24 horas por dia, 7 dias por semana, a 60°C em qualquer época do ano e de forma sistemática: Essa é a grande vantagem do uso de uma bomba de calor da Fasterm em hotéis, condomínios, hospitais e motéis.

Mas há outras vantagens que dão a este excelente equipamento grande protagonismo no aquecimento de água nestes segmentos, tais como:

Muito mais eficiência

A bomba de calor da Fasterm não depende de fatores externos para seu pleno funcionamento. Algo muito diferente quando a comparamos com outros sistemas de aquecimento de água, como o solar.

Este equipamento também é muito mais eficiente quando comparado com aquecedores a diesel, lenha ou gás natural, que podem não serem capazes de suprir totalmente a demanda de uma edificação caso haja falta de combustível.

Muito mais economia no aquecimento de água

Quando comparada a sistemas elétricos, a bomba de calor Fasterm consome até 3 vezes menos energia para aquecer a mesma quantidade de água.

Diante disso, fica fácil afirmar que as bombas de calor são bem mais econômicas, apresentando um investimento de alto retorno, com payback garantido. Ou seja, o investimento compensa em muitos aspectos relacionados ao empreendimento.

São bem mais adaptáveis

A eficácia desse tipo de sistema oferecido pela Fasterm é comprovada pela sua adaptabilidade tanto às regiões de grande calor como de frio. A bomba de calor é dimensionada de acordo com as características de cada empreendimento, garantindo o perfeito atendimento à demanda de cada cliente.

Além de garantir sua adaptação para praticamente qualquer situação, essa customização auxilia o gestor a tirar sempre o máximo proveito do equipamento.

Baixo custo operacional

Este é um sistema que não requer o uso de mão de obra especializada, já que sua manutenção é simples e feita apenas uma vez por semana. Este processo consiste basicamente em lavar as aletas do radiador com jatos de água de uma mangueira comum.

A tecnologia é ainda de fácil manejo, uma vez que permite que um controlador eletrônico seja responsável por manter a água na temperatura programada pelo operador.

Dessa forma se você gerencia um hotel, condomínio, hospital ou até um motel e depende do aquecimento constante da água, a bomba de calor Fasterm é sua melhor opção. Vale a pena conhecer suas funcionalidades.

Bomba de calor Fasterm FT 105 – a sua melhor opção em aquecimento de água

Com foco em garantir um aquecimento constante para hotéis, condomínios, hospitais e motéis, a Fasterm oferece ao mercado a sua bomba de calor modelo FT 105.

Este equipamento associa eficiência no aquecimento da água com maior economia e menor consumo de energia elétrica, pois aquece a água através da absorção e transmissão de calor retirado do ar (fazendo a função inversa à de um ar condicionado) aquecendo a água do boiler até 60°C.

Investir nessa bomba de calor é também uma forma de demonstrar que seu empreendimento investe em tecnologias que gerem economia e promovem a conservação e sustentabilidade do meio ambiente.

Este produto possui também fácil instalação e integração a sistemas pré-existentes, além de ocuparem pouco espaço.

Agora que você conhece as funcionalidades da Bomba de calor Fasterm, aproveite e entre em contato conosco para maiores informações.

tecnologia-para-hoteis

Tecnologia para hotéis: o que oferecer de melhor aos seus hóspedes?

O constante desenvolvimento tecnológico tem oferecido diversas inovações para todos os setores da sociedade. O avanço da tecnologia para hotéis, por exemplo, tem proporcionado soluções que mudam conceitos e modernizam serviços aos hóspedes.

A grande maioria das tecnologias são implantadas com foco no hóspede. Elas permitem que cada hóspede seja melhor recebido e tenha o desejo de voltar a frequentar o hotel. Mas servem também para melhorar a gestão do negócio.

Se você tem como objetivo aplicar a melhor tecnologia em seu hotel, este artigo é para você. Nele, você irá acompanhar as principais tecnologias que vão proporcionar a melhor experiência a cada um de seus hóspedes.

Uso da tecnologia para hotéis: o hóspede no centro das atenções

Em hotéis e pousadas a tecnologia é um item indispensável. Hoje, é praticamente impossível atender a demanda de hóspedes sem o uso de inovações tecnológicas.

Por isso, acompanhar as novidades e atualizações é fundamental e deve sempre estar no radar de todo gerente hoteleiro.

As muitas tecnologias e ferramentas, servem, sobretudo, para automatizar processos operacionais do dia a dia de hotéis a ponto de facilitar a gestão do negócio, serve também para deixar os hóspedes mais confortáveis.

Para o hotel, a tecnologia é uma forma de agilizar e otimizar serviços burocráticos, permitindo que os colaboradores tenham mais tempo para colocar o hóspede no centro das atenções. Também auxiliam no treinamento de colaboradores.

Para os hóspedes, a tecnologia ajudará na experiência durante sua estadia, seja por um sinal de internet de qualidade, um check in/check out mais rápido ou através de uma experiência no banho mais relaxante e confortável.

Importante ressaltar também que a inovação tecnológica é muito valorizada por clientes na hora de reservar um hotel. Invariavelmente a escolha será por um hotel mais tecnológico.

Ou seja, oferecer soluções tecnológicas que agreguem valor aos serviços e que se destaquem da concorrência é uma ótima estratégia para fidelizar clientes.

Tendências tecnológicas em hotéis: Da gestão hoteleira à melhor experiência de hóspedes

Como você viu anteriormente, o uso da tecnologia para hotéis permite beneficiar tanto o hotel em si quanto hóspedes. Mas você sabe quais são as tecnologias que estão mais em pauta?

A seguir, apresentaremos as principais tecnologias que você já pode utilizar em seu hotel:

1. PMS (Property Management Suite)

No ambiente hoteleiro, os PMS são sistemas de gestão hoteleira que têm a responsabilidade de centralizar informações e administrar o hotel de uma forma muito mais eficaz e ágil.

Quando adotados pelos hotéis, os PMS permitem:

Integração com os canais de vendas;

Automatizar todo o processo de gestão;

Monitorar dados e informações para tomadas de decisão estratégicas;

Assegura agilidade e eficiência nos serviços realizados.

É através de um software como esse que o hoteleiro registra e controla suas reservas, receitas e despesas e demais aspectos gerenciais, sendo, dessa forma, o primeiro passo da informatização do hotel.

2. Channel Manager

Essa tecnologia é representada por um sistema que auxilia o gerente do hotel na gestão de todos os canais de venda.

É comum que os hoteleiros divulguem seus quartos em diversos canais. Mas administrar a disponibilidade em todos eles pode se tornar uma dor de cabeça quando realizada de forma manual.

E foi com este propósito que a tecnologia do Channel Manager foi criada. Ele faz a leitura das suas reservas e das suas disponibilidades de quartos, atualizando-os em todos os canais. Com isso, o temido overbooking é evitado.

3. Hotéis muito mais high tech

Por muito tempo, um quarto espaçoso, com ar condicionado e uma TV já representavam conforto e conquistavam hóspedes.

Mas, na atualidade, a comodidade e o conforto dependem cada vez mais de aparatos tecnológicos. Cabe a eles atender àqueles hóspedes mais exigentes, proporcionando inúmeros pontos positivos para o hotel em sites de avaliação.

Hoje em dia, os serviços tecnológicos vão muito além de disponibilização de Wi-Fi. Os quartos estão muito mais high-tech e possibilitam que ações rotineiras – como ligar o ar condicionado e abrir as travas da porta dos quartos – sejam feitas por meio de aparelhos eletrônicos.

4. Business Intelligence (BI)

Assim como em qualquer outro negócio, os dados são extremamente valiosos para otimizar a gestão hoteleira. E, a tecnologia para hotéis com esse propósito é o Business Intelligence.

O processo de BI passa pelas etapas de coletas, organização e análise de dados. Com isso, é possível elaborar relatórios que servirão para auxiliar o gestor na tomada de decisões e no monitoramento de resultados.

O BI é uma tecnologia para hotéis que permite realizar uma gestão hoteleira muito mais assertiva, mantendo o hotel sempre em destaque com a demanda de clientes.

Essa tecnologia para hotéis permite também coletar dados na internet e avaliar o impacto das estratégias de Marketing realizadas.

5. Chatbot

Essa é uma tecnologia responsável por gerenciar um chat que, via inteligência artificial, permite que a “conversa” se assemelhe às conversas humanas.

Por meio desta tecnologia para hotéis, é possível manter o atendimento do hotel ativo 24 horas/dia, sanando dúvidas de clientes a qualquer momento e de forma muito rápida e eficiente.

Bombas de calor: mais economia e sustentabilidade para seu hotel

Além das tendências tecnológicas que apresentamos anteriormente, há também algumas tecnologias que não são vistas pelo hóspede, mas que são de grande valia para melhorar sua experiência durante a estadia.

Um exemplo são as bombas de calor, que é um dispositivo que tem a função de transferir energia térmica em forma de calor de um meio para outro, ou seja, no hotel, essa tecnologia aquece a água de banho.

Com esse tipo de tecnologia, o gestor do hotel não terá preocupações com a temperatura irregular da água, comum em outros sistemas tradicionais de aquecimento. Assim, a água de banho terá sempre a mesma temperatura, seja no verão ou no inverno.

Além disso, essa tecnologia para hotéis destinada ao aquecimento da água é sinônimo de outras vantagens que incentivam sua adoção:

  • Economia – Quando comparado aos sistemas de aquecimento a gás, a bomba de calor pode proporcionar uma economia de até 75% nos custos;
  • Sustentabilidade – A bomba de calor é uma tecnologia mais limpa, não emitindo fumaça, dióxido de carbono ou qualquer tipo de material nocivo na natureza. Com isso, o hotel pode até pleitear o selo verde de hotel sustentável;
  • Manutenção simplificada – As bombas de calor não necessitam de manutenção terceirizada, esse processo pode ser realizado por uma simples mangueira de água de baixa pressão.

Por tudo isso, as bombas de calor representam o que há de mais moderno em aquecimento de água para banho, fazendo com que essa tecnologia para hotéis torne o processo mais eficiente e econômico.

Quer conhecer mais sobre essa inovação tecnológica para seu hotel? Então entre em contato conosco e conheça nossa solução.

marketing hoteleiro

Marketing hoteleiro: 5 dicas eficazes

Todo gestor de hotel possui como desejo máximo manter uma constância no número de reservas, independente da época do ano. No entanto, sabe-se que há períodos mais propícios ao setor hoteleiro, como férias de verão e de inverno. Para garantir um marketing hoteleiro eficaz e obter boas reservas ao longo do ano, é preciso criar estratégias intensas de captação de clientes.

Neste sentido, apostar no marketing hoteleiro pode ser uma alternativa eficaz. Atualmente, a internet é o principal meio de comunicação e pesquisa de preços no setor turístico e, por isso, investir em estratégias digitais se torna em um bom caminho.

Estratégias de marketing hoteleiro: atinja mais clientes em potencial

Apesar de inúmeras estratégias, há de se saber que resultados positivos são reflexo de escolhas assertivas. Não basta fazer marketing para hotéis mas, sim, desenvolver as ações com assertividade.

Listamos em nosso artigo de hoje 5 dicas para conseguir um marketing hoteleiro eficaz. Tome nota, insira as dicas no seu planejamento e conquiste mais clientes!

1.Crie um bom planejamento estratégico

Considerado uma das principais fases do processo de gestão de um estabelecimento, o planejamento estratégico é essencial para o sucesso das ações do marketing hoteleiro. Através dele, o gestor delimita os objetivos das ações, os métodos e estratégias que serão utilizados e os planos de ação adotados em prol de um objetivo maior – neste caso, aumento de reservas e fortalecimento da marca hoteleira.

Fazem jus a um bom planejamento estratégico pontos como: missão, visão e valores, metas e objetivos, análise de ambiente externo, monitoramento do ambiente interno, definição de público-alvo, relação com meios de comunicação, plano de ação, monitoração dos resultados e avaliação dos resultados obtidos.

2.Aposte em Branding

Uma marca reconhecida positivamente é capaz de se promover por conta própria. É fácil lembrar de algumas marcas em determinados segmentos apenas ao visualizar seus símbolos.

Mas tal reconhecimento exige investimentos precisos em ações de Branding, que podem ser aplicadas tanto em âmbito interno como em âmbito externo.

  • Internamente: a marca deve se alinhar ao mercado, estar protegida financeira e administrativamente e defender, de fato, a visão em que acredita.

  • Externamente:  a marca precisa ter valor claro, deve provocar algum impacto na vida dos clientes, precisa estar presente no local certo e no momento certo, deve possuir um diferencial claro entre os concorrentes e, acima de tudo, precisa atender as expectativas dos consumidores.

3.O Blog é essencial para o marketing hoteleiro

Os sites são verdadeiras vitrines eletrônicas do seu hotel. Usualmente, é o primeiro contato do cliente com o negócio, local onde encontrará informações completas sobre o estabelecimento, reservas e diferenciais.

Além de criar um site, a atenção à experiência do usuário deve ser considerada. Criar sites responsivos – ou seja, que se adaptam a diversos dispositivos móveis, como notebooks, tablets e smartphones, é crucial.

No site, é recomendado criar páginas que apresentem o hotel, suas acomodações, diferenciais, atrações exclusivas e informações para reserva. Um campo específico para dúvidas e informações adicionais também é interessante.

Junto ao site, o desenvolvimento de um blog é uma ferramenta essencial. Através de conteúdos relacionados ao seu nicho de mercado, há a atração dos potenciais clientes interessados em seus serviços.

Neste espaço, podem ser abordados tópicos sobre as vantagens do hotel, os atrativos do destino turístico, informações interessantes sobre datas comemorativas, dentre outros. Aqui, o foco devem ser sobre assuntos que conectem o leitor ao seu produto ou serviço.

4.Desenvolva vídeos institucionais

Consumir conteúdo em vídeo é uma máxima entre os brasileiros. Sendo assim, apostar neste formato de conteúdo pode gerar mais engajamento, sendo umas das ferramentas importantes nos marketing hoteleiro.

Existem várias vertentes que podem ser abordadas nos vídeos institucionais: apresentação das acomodações e de estruturas para eventos corporativos, depoimentos de hóspedes, palavras do CEO e de gestores, compartilhamento da missão e valores do hotel, dentre outros.

É importante criar um vídeo com conteúdo conciso e que seja facilmente interpretado pelos consumidores. Além disso, o conteúdo em vídeo deve ser publicado tanto no site do estabelecimento como nas redes sociais, com destaque para Facebook e Instagram.

5.Redes sociais para o marketing hoteleiro

Você sabia que o Facebook é a rede social mais usada no Brasil? Além disso, vale uma nota: 45% dos brasileiros possui alguma rede social. Considerando tais dados, é fácil compreender porque o seu negócio deve estar nas redes, certo?

Ao buscar referências sobre o hotel, os futuros hóspedes costumam encontrar nas redes sociais as informações que precisam. Por isso, manter um feed organizado, com postagens regulares e ricas, concentra as atenções e pode até resultar em novos contratos.

Existem algumas ações em redes sociais que podem elevar o número de reservas em épocas de baixa temporada, como a criação de promoções específicas para os inscritos na página do hotel, sorteio de diárias em posts mais comentados, serviços extras como brinde para reservas efetuadas pela rede social, dentre outros.

Construir um marketing hoteleiro eficaz exige investimento, conhecimento e dedicação. Conhecer as melhores estratégias de gestão e marketing, aliando tal conhecimento a análise da concorrência, traz resultados plenamente satisfatórios ao negócio.

Gostou das informações compartilhadas? Acompanhe o nosso Blog e não deixe de assinar a nossa newsletter para receber outras dicas valiosas sobre gestão hoteleira. Aprofunde seu conhecimento e eleve o número de reservas do seu hotel!

Leia também:

Como manter a renda de um hotel na baixa temporada?

Baixa temporada em hotéis: Como manter a renda?

Um grande obstáculo para o setor de hotelaria é o de manter a renda de um hotel na baixa temporada, quando o fluxo de hóspedes é baixo e a procura por serviços diminui.

De acordo com dados da Resorts Brasil, maio é o mês mais crítico da baixa temporada, sendo que a ocupação de resorts cai para 36,6% – praticamente ¾ do negócio.

Para enfrentar esse cenário, é preciso implementar ações que mantenham a situação do empreendimento sustentável, atraindo um público diferenciado e garantindo que o rendimento do hotel seja estável durante esses períodos de baixa temporada. Quer saber como? Então, continue acompanhando o artigo de hoje!

Manter a renda de um hotel na baixa temporada com pacotes especiais e descontos exclusivos

O pensamento mais lógico é que o preço da diária seja reduzido durante o período de baixa temporada. No entanto, é preciso definir o momento certo de abaixar o preço, sabendo equilibrar o investimento em pacotes promocionais com a regularidade do movimento. Notar os períodos mais procurados e realizar ações promocionais com preços especiais nos dias de pouca procura é uma boa tática.

Outra ação promocional que pode auxiliar a manter a renda na baixa temporada em hotéis é agregar valor ao pacote, oferecendo algo além do preço baixo.

Nesse ponto, é importante pesquisar os interesses do cliente e oferecer um mimo que o atraia. Para um fã de atividades culturais, por exemplo, um ingresso para uma peça de teatro na cidade pode ser uma boa ideia. Massagens, café da manhã no quarto e outras regalias também podem fazer parte dessa estratégia.

Eventos corporativos na baixa temporada em hotéis

Para manter a renda de um hotel na baixa temporada, é necessário diversificar o público e explorar perfis que possam se interessar pelo serviço de hospedagem.

As tarifas negociadas, vindas do segmento corporativo, estão ganhando uma grande força. Conforme dados, 47% dos viajantes de negócios também têm interesse em viajar a lazer.

Com a realização de eventos, o hotel não apenas lida com esse período difícil de baixo movimento, como também fortalece sua marca para a percepção do mercado corporativo e conquista novos clientes, que podem ser impactados com a experiência do evento e retornar com a família em uma próxima oportunidade.

Realizando parcerias com empresas e oferecendo pacotes exclusivos, é possível aproveitar a estrutura do hotel para sediar atividades como treinamentos, reuniões, convenções anuais de um determinado setor de mercado e muito mais.

De acordo com promotores de eventos, quatro setores devem liderar a realização de eventos corporativos em 2017:  saúde e indústrias farmacêuticas (35%); comunicação e marketing (29%); varejo (21%); e tecnologia (14%). Assim, cabe ao hotel promover ações para prospectar eventos desses segmentos e oferecer as melhores tarifas para a baixa temporada em hotéis.

Atrair hóspedes com eventos gastronômicos

Assim como na alta temporada existem hotéis que se destacam com a boa comida, na baixa temporada também é a mesma coisa.

Um festival gastronômico pode ser boa opção para atrair hóspedes e até mesmo moradores da região. O evento pode ser organizado e promovido pelo próprio hotel, ou, então, por meio de parcerias com restaurantes, cozinheiros especializados na culinária local, escolas que ofereçam curso de gastronomia, etc.

Eventos gastronômicos que aproveitem a sazonalidade (Páscoa, Natal, etc.) ou a culinária tradicional da região, se bem planejados e divulgados, podem atrair um público significativo e tornar-se uma atração para novos viajantes, ajudando, assim, a manter a renda na baixa temporada dos hotéis.

Adaptar quartos para espaços de coworking

Um estudo demonstra que já há 7.800 espaços de coworking no mundo e que, até o fim de 2018, o setor deve reunir um milhão de profissionais. Ou seja, essa é uma tendência mundial que veio para ficar.

O coworking, basicamente, é um espaço de trabalho compartilhado que permite que profissionais e empresas trabalhem colaborativamente no mesmo ambiente.

Já existem hotéis adaptando quartos para espaços assim. A novidade tem atraído público e representa uma nova fonte de renda para os empreendimentos, uma vez que cresce a demanda por redução de custos com um espaço e contas fixas, sobretudo entre os profissionais autônomos.

Fechar parcerias com agências de viagem e promotores de eventos

Há agências de viagens que oferecem pacotes voltados a eventos corporativos e já têm uma base de clientes empresariais interessante de ser explorada.

Portanto, apresentar o hotel a fim de fazer parcerias com essas agências de viagens, demonstrando tudo o que ele pode oferecer para esse público é uma boa estratégia.

Outra opção é fechar parceria diretamente com agências e promotores de eventos. Além disso, é uma boa ideia pesquisar sobre eventos que vão acontecer na cidade, e criar estratégias para fechar parceria com os promotores a fim de obter indicação de seu hotel e venda de pacotes para participantes de outras cidades.

Conforme dados divulgados, a economia do país já voltou a crescer, ainda assim, 2017 deve ser um ano de desafios para os empresários. Portanto, se antecipar e planejar para manter a renda de um hotel na baixa temporada é o caminho para atrair movimento.

Gostou de nossas dicas? Tem alguma dúvida ou sugestão sobre o tema? Continue acompanhando o blog da Fasterm, com dicas e soluções para facilitar o dia a dia do setor hoteleiro e até a próxima.

diferenciais para destacar um hotel

Diferenciais de um hotel: Confira 5 dicas

Acima de tudo, criar diferenciais que destaquem o hotel  diante da concorrência é um dos grandes desafios de qualquer gestor. A disputa de fatias do mercado cada vez mais acirrada torna essa questão especialmente vital para o negócio. Ainda assim, bastam algumas pequenas atitudes para encantar e conquistar sua clientela.

O primeiro passo é prezar pelo bom serviço. A partir daí, você pode pensar em soluções simples capazes de tornar a estadia de seus hóspedes realmente marcante. A ideia é receber cada hóspede como se ele fosse o único naquele dia. Para que ele se sinta especial, comece por  qualidade no atendimento, ordem e limpeza, decoração aconchegante, mostrar como a empresa está engajada em ações ambientais como economia de água, de energia elétrica, diminuição de fatores poluentes e outros itens tornam seu hotel diferenciado na percepção dos seus clientes.

O que você vai ler neste artigo:


1. A Recepção

A máxima de que “a primeira impressão é a que fica” certamente vale para o segmento hoteleiro. Seu hóspede muitas vezes chegará cansado da viagem, e tudo o que ele deseja é chegar e relaxar. Portanto, o check in é a oportunidade inicial para você marcar os primeiros pontos com seu cliente.

A recepção deve ser um ambiente limpo, organizado e que traga uma decoração que traduza o conceito de seu hotel. Pense na entrada do seu hotel como o seu cartão de visitas.

Lembre-se: a entrada deve fazer seu novo hóspede se sentir em casa.

2. Treinar a equipe é um diferencial dos hotéis

Tanto no momento do check in quanto em toda a estadia, um bom atendimento – prestativo, cordial, simpático – faz toda a diferença. Isto é essencial, pois não há nada que compense funcionários pouco engajados em ajudar o seu hóspede a obter a melhor estadia em seu hotel.

Portanto, no check in, treine seus recepcionistas para receber amigavelmente os viajantes e fazer todo o processo o mais rapidamente possível. Educação e um sorriso são itens sempre bem-vindos. É na chegada que as principais informações são passadas, como horário do café da manhã, senha do WiFi e outros dados relevantes. Busque se antecipar às dúvidas dos viajantes. Isso vai ser certamente notado.

Caso o hóspede traga uma questão que o recepcionista não consiga responder, seu funcionário precisa se comprometer em buscar uma solução.

Durante a estadia, todo o seu staff deve estar pronto para acolher os hóspedes atendendo às suas principais necessidades. Lembre-se: um equipe bem treinada é um dos principais diferenciais de um hotel!

3. Conforto, higiene e cuidados

Você não precisa investir fortunas em móveis de primeira linha se esse não for o conceito de seu hotel. Entretanto, tenha sempre em mente que uma boa cama, lençóis limpos quartos asseados e em ordem, chuveiros com água na temperatura adequada são itens indispensáveis. Uma decoração simpática, carpetes e móveis em bom estado e sem manchas também são quesitos importantes para passar uma boa imagem.

Cuidado especial com os banheiros, um ponto muito sensível para boa parte dos hóspedes. Lembre-se de que é obrigação do hotel trocar todos os dias as toalhas do quarto. Mas ofereça a ele a chance de participar das ações ecológicas do hotel. Deixando penduradas as toalhas que não deseja que troquem – e deixar no chão as que devem ser substituídas, por exemplo. Portanto, faça um bom texto explicativo e isso conquistará pontos positivos para a imagem da sua marca. Mantenha todo ambiente limpo e organizado para quando o seu hóspede voltar da rua.

4. Café da manhã como diferencial de um hotel

Portanto, um dos mais importantes diferenciais de um hotel e também a cereja do bolo: é o café da manhã.

Comida farta e variada certamente será um fato decisivo para que seu hóspede comece o dia com o pé direito. Se puder, coloque etiquetas em português e inglês mostrando o que é e que ingredientes contém seus pães, bolos, salgadinhos, ovos mexidos, por exemplo. Não se esqueça de que muitas pessoas não podem ingerir glúten ou estão em dieta – e surpreenda-as com alimentos adequados para seus regimes.

Por exemplo, outra dica para destacar seu hotel é apostar em comidas típicas da região de seu hotel. Busque opções de receitas tradicionais em sua cidade ou estado e lembre-se de informar os hóspede dessa sua preocupação para agradá-lo. Mais do que uma refeição, você estará dando um momento de imersão na cultura, tornando a estadia uma parte marcante da viagem. Se puder, deixe receitas impressas que o hóspede possa levar se quiser preparar em casa as delícias do seu hotel – com o logotipo do hotel, claro.

5. Serviços complementares são diferenciais de um hotel

Os quatro primeiros itens chamados de indispensáveis que você busca destacar no seu hotel frente a concorrência. Mas isso não quer dizer que não seja possível ir além…

Variedade de canais na TV a cabo, piscina, opções de lazer, boa decoração e até salas de reunião ou computadores disponíveis para os hóspedes que viajam a negócios.

Além disso, ter um espaço para os animais no hotel, ajuda a conquistar a aprovação de um público ainda mais variado.

Entre tanto, pense também que a sustentabilidade é um dos diferenciais de um hotel. O tema está em alta e costuma atrair grande aceitação do público em geral.

Você pode economizar energia elétrica usando sensores de presença, poupar recursos hídricos ao coletar águas da chuva e usar a água da piscina para a limpeza de áreas comuns, por exemplo. Deixar claro que você recicla o lixo de forma correta, entre outras medidas.

Por acaso você pensou em destinar a uma empresa do terceiro setor que cuide de crianças sem lar ou doentes, ou de pessoas idosas, todos os vidros e latinhas de bebidas recolhidas em seu hotel? Se fizer isso, deixe claro que ao consumir em seu hotel, o hóspede está ajudando esses locais assistenciais.

Lembre-se de dizer cada preocupação ambiental ou social aos seus hóspedes. É importante que eles tenham conhecimento de seu engajamento como missão e valor da empresa.

Em conclusão, a Fasterm pode te ajudar nesta questão! A Bombas de Calor é um recurso ecologicamente correto e econômico no sistema de aquecimento central da água. Entre em contato conosco para saber como alcançar mais um diferencial para o seu hotel!

Hotéis que economizaram

Hotéis que economizaram com a Fasterm

Garantir economia no hotel é uma das grandes premissas dos gestores de hospedagens distribuídas por todo o país. Vários hotéis já economizaram com a Fasterm, reduzindo o custo das operações, sem deixar de lado o conforto e a experiência positiva dos hóspedes.

Apostar no uso de tecnologia para os serviços rotineiros do estabelecimento, como o uso de bombas de calor para o aquecimento da água de banho, por exemplo, pode representar uma grande economia.

Hotéis garantem economia com a Fasterm

Você sabia que a solução Fasterm economiza nos custos de aquecimento de água de banho, feito normalmente por matrizes ativas como gás, resistência elétrica, diesel, lenha, entre outros? Se o hotel usa algumas dessas matrizes ativas e adotar a Fasterm certamente terá uma redução de custos.

Em nosso artigo de hoje você conhecerá 3 grandes cases de sucesso da Fasterm e se convencerá que as soluções em aquecimento de água para banho oferecidas devem fazer parte da estrutura do seu hotel. Acompanhe!

Fasano Hotéis

A marca Fasano é internacionalmente reconhecida, graças a excelência aplicada aos seus serviços, destacando a alta gastronomia. No Fasano São Paulo, o destaque vai, também, para a hospitalidade e receptividade.

O grupo carrega uma carga familiar centenária. Pertencendo a quarta geração da família, o restaurateur Rogerio Fasano foi o responsável por criar um hotel que agrega excelência e valor a experiência do hóspede.

Unindo estas qualidades, o Fasano São Paulo apostou em mais uma ação em prol de sua melhor gestão: implementou as soluções de aquecimento de água para banho da Fasterm. Além de garantir o aquecimento da  água de banho a 60º – promoveu a substituição de gases tóxicos ao meio ambiente através do uso de uma energia limpa e renovável.

A Fasano Hotéis garantiram economia com a Fasterm, pois não foi necessária a adoção de reformas ou autorizações prévias para o funcionamento, além de reduzir os custos de manutenção utilizados para outros sistemas de aquecimento.

Rede Accor

Sediada na França, a Accor Hotels é uma marca expressiva no setor hoteleiro, exercendo atividades também através de agências de viagens, spas, restauração e gestão de casinos.

Colecionando mais de 3.500 hotéis em sua rede, incluindo marcas próprias e parceiras, o AccorHotels Group oferece hospedagens em mais de 90 países, em todos os continentes, tanto para viagens familiares como corporativas.

A Rede Accor possuem diversos hotéis que já economizaram com a Fasterm, somos homologados desde 2011 pela Rede Accor para fornecimento de bombas de calor para aquecimento de água de banho, de unidades já existentes, ou para novos negócios do grupo. Atualmente, nossa solução atende aproximadamente 40% das unidades da rede, como São Paulo, Rio de Janeiro e outros estados.

Dentro deste caso, podemos pontuar duas ações que resultaram em índices relevantes de economia: o Novotel Jaraguá e o Ibis de Ribeirão Preto atingiram um nível de economia líquida de 75% no consumo de gás e energia elétrica, 30 dias após a implantação do sistema Fasterm..

Tivoli Hotels & Resorts

Situado em São Paulo, o Tivoli Mofarrej é outro grande destaque da rede hoteleira brasileira. Oferecendo a maior suíte presidencial da América Latina, a unidade pertence à marca Tivoli Hotels & Resorts, com quase 90 anos de atuação. A origem do grupo deu-se em Portugal, com o primeiro hotel localizado em Lisboa, na Avenida Liberdade. Atualmente, a marca opera no Brasil, Portugal e Qatar.

A estrutura oferecida pelo Tivoli Mofarrej é de excelência: o hotel possui piscina exterior aquecida, unidade de SPA com tratamentos asiáticos e um badalado restaurante, localizado no 23º andar do prédio. Além de saborear uma alta gastronomia, os hóspedes recebem como brinde uma linda vista da Avenida Paulista.

Valorizando a estrutura operacional e otimizando a gestão dos custos, o Tivoli Mofarrej utiliza o equipamento FT 350 AA chamado carinhosamente de água – água pois o mesmo está ligado a torre de resfriamento do sistema de ar condicionado do hotel, um chiller a água. A máquina aproveita a água quente armazenada na torre, retirando o calor e aquecendo os reservatórios de água de banho a 60 graus, garantindo além da economia no gás, economia de água e energia elétrica.

Em qualquer das opções de equipamentos, a economia com a Fasterm se fará presente após o primeiro mês de utilização…

Benefícios que fizeram os hotéis economizaram com a Fasterm

Você, gestor de hotel, convenceu-se de que as soluções em aquecimento da Fasterm são a melhor opção para o seu estabelecimento? Para ilustrar melhor, trouxemos algumas das vantagens das bombas de calor Fasterm:

  • Oferece a possibilidade imediata de geração de caixa, considerando a diferença entre a economia e a amortização do valor investido na solução;

  • Permite o retorno de capital (payback), graças a economia proposta pela própria solução;

  • Reduz os custos com seguradoras de imóveis;

  • Permite a obtenção do Selo Verde, que atesta a preocupação do hotel com o meio ambiente;

  • Ajuda a promover o marketing verde.
  • Exclui a necessidade de manutenção preventiva ou corretiva;

  • Utiliza energia limpa e renovável, sem emissão de CO₂.

Veja também outros hotéis que economizam com a Fasterm:

E então? Que tal acompanhar as experiências positivas destes diversos clientes da rede hoteleira e garantir economia com a Fasterm?

Faça uma simulação agora e saiba como o seu estabelecimento pode otimizar recursos e, em contrapartida, garantir o conforto e satisfação dos hóspedes.

Até breve!

gestão de hotel

Gestão hoteleira: Dicas que vão impulsionar o Hotel

Você sabia que uma boa gestão hoteleira deve ir além da recepção calorosa dos hóspedes?

Para que haja um melhor desempenho e, consequentemente, a elevação da rentabilidade, cabe ao gestor do hotel adotar estratégias que otimizem os processos, garantam qualidade no atendimento e, também, reduzam os custos operacionais.

Como usar a gestão hoteleira para destacar o seu hotel?

Para lhe auxiliar nesta reflexão destacamos a seguir 5 atitudes na gestão hoteleira capazes de impulsionar o empreendimento e garantir bons resultados. Vamos lá?

1.Gestão de pessoas eficiente

Uma das grandes preocupações na gestão hoteleira é reunir bons profissionais e criar uma equipe competente. Gerenciar pessoas não é uma tarefa fácil e exige cautela.

É essencial que os colaboradores saibam exatamente suas funções e responsabilidades. Independentemente do porte do hotel, não hesite em contratar funcionários capacitados para os setores de RH, financeiro, atendimento, assistência técnica, dentre outros.

Em contrapartida, também é dever do gestor oferecer oportunidades de qualificação para estes profissionais. Além de mantê-los mais motivados a exercer suas funções, capacitar profissionais reduz o alto índice de rotatividade. Ou seja, o seu hotel contará com um time coeso, qualificado e, acima de tudo, motivado!

2.Validação do feedback dos hóspedes

Ninguém melhor para comprovar a qualidade dos seus serviços no seu hotel do que os hóspedes, certo? Através de suas críticas, positivas ou negativos, torna-se mais simples adequar e reestruturar processos na gestão de seu hotel.

Existem várias formas de conhecer a opinião e sugestões dos hóspedes: através de caixinhas de sugestões, formulários de pesquisa a serem preenchidos no check-out, mensagens através das redes sociais, e-mails e conversas informais durante a hospedagem são alguns caminhos.

Em um setor tão concorrido, gestores que não atendem às exigências dos hóspedes podem tornar seus negócios obsoletos e menos competitivos.

3.Uso de tecnologia na gestão do hotel

Assim como em outros segmentos, a tecnologia é uma grande aliada no nicho hoteleiro e deve ser considerada na gestão do hotel. Investir em processos automatizados, modernos e mais ágeis eleva a capacidade e qualidade do atendimento do hotel, resultando em um melhor desempenho, maior número de reservas, avaliações positivas e visibilidade no mercado.

É possível implementar um sistema eletrônico de reservas, otimizando o tempo do futuro hóspede; utilizar centrais telefônicas para facilitar a solicitação de itens à recepção; incluir um sistema de concierge eletrônico, perfeito para visitantes que falam outros idiomas; utilizar cartões de acesso eletrônicos e codificados; utilizar reconhecimento facial e portaria eletrônica para se deslocar nas dependências do hotel e muito mais.

Cabe dizer que automatizar os processos internos – não somente os relacionados ao atendimento dos hóspedes – também impulsionam o hotel, tais como o controle financeiro e contábil, controle de colaboradores, gestão de estoque, gestão da carteira de clientes e avaliação de desempenho das ações de marketing.

4.Captação de clientes

O segmento hoteleiro é um dos que possuem movimento sazonal. Enquanto a alta temporada – férias de verão e inverno – traz um aumento das reservas, a baixa temporada sofre com a escassez de hóspedes. Sendo assim, vale apostar em campanhas de marketing que atraiam mais hóspedes, principalmente nos períodos de baixa.

Sabendo que as redes sociais são grandes parceiras de negócios, é importante criar ações específicas para elas. Uma boa dica é oferecer pacotes promocionais para quem fechar a reserva pelo Facebook ou Instagram, por exemplo. Ou, quem sabe, oferecer uma porcentagem de desconto para reservas acima de ‘x’ diárias.

Existem, ainda, outras formas de captar mais clientes para o hotel, como a criação de pacotes promocionais para casais, melhor idade, grupos familiares, de excursão, dentre outros.

5.Investimento em infraestrutura é essencial na gestão hoteleira

O oferecimento de uma excelente estrutura aos hóspedes é o ponto responsável pelo sucesso ou fracasso do hotel. Além de acolhimento, descanso e lazer, os visitantes estão em busca de modernidade, tecnologia de ponta, sustentabilidade e atividades diversificadas. Sendo assim, é importante oferecer o que há de melhor em infraestrutura.

Para os hotéis que possuem central de aquecimento de água de banho, vocês já pensaram em investir em uma solução de bombas de Calor? Além de manter a temperatura da água de banho a 60º graus, ela pode economizar muito nos custos mensais, e ainda prepara seu hotel para o inverno garantindo água aquecida.

Mas não é só isso: na questão estrutural e considerando o público-alvo do seu hotel, vale apostar em áreas de lazer para toda a família, como playgrounds e auditórios para workshops, palestras e reuniões, monitoria infantil, academia, mobiliários novos, equipamentos tecnologicamente atualizados, sistemas de ar-condicionado, sistemas fechados de TV etc.

Visitar feiras e congressos especializados no setor pode contribuir com o surgimento de novos “insights”, auxiliando-o nas melhorias dos serviços do hotel!

Na verdade não existem muitos segredos quando o assunto é gestão hoteleira. Basta que você, gestor, esforce-se para oferecer a melhor experiência aos seus hóspedes. Enfim, aposte também, em infraestrutura, tecnologia, relacionamento e boas estratégias como o Revenue Management.

Gostou do nosso artigo? Quer receber mais dicas de gestão hoteleira e impulsionar as atividades do seu hotel? Acompanhe nosso blog e fique atento às novidades.

Leia também:

Revenue Management na hotelaria

Revenue Management na hotelaria: Veja os benefícios

Um dos principais focos do setor hoteleiro é manter os níveis de reservas sempre em alta e, assim, elevar o ganho de lucros. Portanto o Revenue Management na hotelaria ajuda a turbinar as vendas e, garantir o bom atendimento da demanda nos hotéis.

É válido saber que nem sempre uma boa receita significa alto lucro. Com isso, o Revenue Management atua elevando ao máximo o lucro do hotel.

Mas você já ouviu falar nesse conceito? Sabe como aplicar, efetivamente, na sua gestão hoteleira? Entende o seu impacto na geração de receitas no setor da hotelaria? É exatamente isso que iremos falar no post de hoje.

Acompanhe!

O que é Revenue Management

Conceito criado nos Estados Unidos na década de 70, o Revenue Management é muito comum entre as companhias aéreas. O propósito é analisar a demanda de passageiros em determinadas datas e, a partir daí, tarifar as passagens com garantia de retorno financeiro.

No segmento hoteleiro, o conceito começou a apenas a partir dos anos 90, restringindo-se a grandes redes de hotel. Posteriormente, nos dias atuais, os pequenos hotéis já apostam no conceito de gerenciamento de oferta e demanda.

Portanto, o Revenue Management hoteleiro é um conjunto de ações que visam equilibrar a demanda e a oferta de serviços, considerando o comportamento do mercado. Atua no preço dos serviços.

Como aplicar o Revenue Management em sua gestão hoteleira

Portanto, aplicar o Revenue Management de forma efetiva requer estudo, análise e testes. Você, enquanto gestor, deve testar o comportamento do público e conhecer a fundo as suas atitudes em determinados períodos.

Como resultado, é possível aplicar técnicas que o auxiliem a entender seus hóspedes e, com isso, a relação entre oferta e demanda do seu hotel.

Confira algumas ações para a aplicação do Revenue Management:

Segmentação de público

Um hotel recebe vários perfis de hóspedes. Desde aqueles que se hospedam com a família de vez em quando, aos que precisam de acomodação semanalmente durante viagens de negócio, por exemplo.

Portanto, estudar cada uma destas variáveis fará com que seja possível a compreensão de cada cliente. Assim, é possível conhecer o comportamento de um grupo. O estudo por segmentação é uma das principais ações do Revenue Management.

Previsão de demanda

Por outro lado, outra ação de Revenue Management é a possibilidade de prever a demanda. Saber bem antes o volume de hóspedes que o hotel irá receber facilita a aplicação de ajustes nas tarifas e criação de promoções sazonais, por exemplo.

O intuito é sempre distribuir, da melhor forma possível, as acomodações para suprir determinada necessidade do hospede.

Para prever a demanda, o hotel deve definir uma pessoa para ficar à frente da tarefa, avaliar os dados que já estão disponíveis a partir de outros levantamentos e unir para que estejam ligados ao processo venda, desde a área de marketing ao setor comercial.

Criação de base de dados

É legal saber que todas as ações dadas pelo Revenue Marketing são feitas a partir de informações certas sobre os seus clientes. Portanto, organizar dados de permite um melhor aproveitamento dessas informações.

Além disso, organizar os dados, do processo de coleta também merece destaque. O uso de um CRM, que atua na gestão do relacionamento com os clientes, é de grande valia nesse cenário.

Por outro lado, investir na coleta de informações, seja por meio de formulários ou nos atos de check-in e check-out, é de suma importância.

Gestão de canais de distribuição

Partindo do princípio de que o Revenue Management atua no uso dos espaços do seu hotel, com foco no atendimento da demanda e na obtenção de lucros, é bom saber quais os canais de distribuição darão os melhores resultados.

Portanto, Quais espaços têm maior demanda? São os quartos ou espaços para eventos corporativos? E em qual período é observada uma demanda maior? Relatórios dedicados ao desempenho de cada canal auxiliam nessa reflexão.

Com isso, a gestão dos canais de distribuição se resume à avaliação dos investimentos realizados em cada um deles em relação ao retorno gerado.

Benefícios do Revenue Management para o seu hotel

Utilizar o Revenue Management na gestão hoteleira proporciona um gerenciamento inteligente focado nos lucros. Com isso, permite que você, gestor, faça uma política de tarifas que condiz com a estrutura e os serviços ofertados pelo seu hotel.

Dentre os principais benefícios, destacamos:

  • aumento do poder de negociação;

  • otimização da receita;

  • motivação da equipe gestora;

  • tarifas flexíveis;

  • conhecimento do negócio;

  • possibilidade de aplicação de ações estratégicas e personalizadas.

Em conclusão, agora que você já está por dentro do Revenue Management, que tal começar a aplicá-lo hoje mesmo junto ao seu time? Lembre-se que aumentar a receita é uma das premissas de todo gestor de hotel.

Para continuar a receber informações estratégicas com foco em gestão, siga a Fasterm nas redes sociais: Facebook e LinkedIn.